“Felicidade é só questão de ser…”

boa-noite-links-de-boa-noite-para-facebook-531c04

Andei bem sumida mas dessa vez não foi minha culpa, meu PC estava ruim e o do meu marido ele estava sempre levando pro trabalho o que me impossibilitava de postar, além disso esse mês não foi fácil, muita luta mas também muitas comemorações!!!

Nem sei por onde começar a escrever, são tantas coisas. Acho que devo começar de onde parei,né?!

perguntas

A última vez que escrevi estava indo comemorar minhas bodas de papel, que foi sensacional. Passei um dia hospedada no Hotel Santa Teresa, hotel que passei a noite de núpcias com direito a jantar no restaurante de lá que é um dos meus preferidos, na manhã seguinte tomamos um café delicioso no Parque Laje. E no dia oficial jantamos no Gero. Foi tudo muito perfeito, diferente do que eu planejava há um ano atrás mas como venho dizendo aprendi mudar meu angulo de visão e tenho sido muito mais feliz assim. Como escrevi antes, se vc me perguntasse há um ano atrás como eu pensava em passar minha bodas de papel, ia te responder algo mirabolante, me imaginaria recebendo os maiores presentes do meu marido e comprando pra ele algo grande. Foi tudo diferente do planejado e posso garantir que foi perfeito. Além do meu carinho e das minhas palavras eu nao podia dar nada, isso nunca aconteceu antes. Creio que meu marido considera nossas bodas a melhor comemoração que tivemos, ou seja, as palavras e o carinho foram melhores do q qq coisa q eu ja possa ter comprado. O que faz a felicidade genuína é o sentimento, o momento e a pessoa. Ser feliz é uma decisão. E eu posso diZer que mesmo diante das adversidades é possível ser feliz. Uma cesta, uma mensagem , o carinho, o amor são as verdadeiras riquezas…. “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” que nosso coração esteja nas coisas simples, em Deus, no amor e na alegria!

Dia 28 de novembro completei 6 anos de namoro com Marcão, infelizmente esse foi um dia muito difícil para mim, desidratei, minha pressão baixou e por pouco não parei na emergência. Mas minha vizinha, amiga , médica (cardiologista) e fada madrinha veio cuidar de mim e melhorei o suficiente para conseguir sair e ter uma jantar muito agradável com meu eterno namorado. Eu ia no L’Entrecote de Paris, tinha uma reserva lá mas cheguei 30 minutos atrasada, fui super mal tratada, meu marido explicou o motivo do atraso, estava chuvendo,eu estava de muletas e mesmo assim eles queriam que eu ficasse na fila esperando uma mesa, detalhe na fila só tinha casais jovens que ficaram olhando para atendente com cara de absurdo pois ela foi muito indelicada comigo, me senti com vergonha por estar naquela situação e preferi ir embora. Fiquei decepcionada com o atendimento e fui então pro Pobre Ruan, excelente restaurante, sempre fui muito bem atendida e dessa vez não foi diferente,apesar de não ter reserva só pelo fato deles compreenderem a situação daquele dia específico em que não podia ficar muito tempo fora, logo conseguiram uma mesa e fizeram nossa noite ser muito agradável.Palmas para o atendimento do Pobre Ruan e lamentável um restaurante como L’Entrecote ter funcionários tão grosseiros e insensíveis. Bom essa minha fase de muletas tem me feito ver como portadores de necessidade especiais sofrem, impressionante como nosso país é despreparado. Os prédios públicos são os que mais me chocam, elevadores não funcionam, não há rampa para cadeirantes, uma grande vergonha.

Quanto as muletas, imagino que devam estar se perguntando o que deu na Ressonancia Magnética de acompanhamento. A notícia que eu gostaria de dar é que as leões sumiram mas o resultado mostrou que a parte inflamatória regrediu e que as lesões não progrediram mas permanessem lá. Mas só de saber que não terei que ficar de cadeira de rodas, que permanecerei de repouso e quando necessário posso utilizar as muletas,já me confortou. Mas estou certa que a próxima RM me permitirá aposentar as muletas e voltar a andar e correr sem limitações, eu sonho com isso!!! E ai doarei minhas muletas para alguém que precise delas como precisei. Mas tenho me superado diariamente, tenho feito pilates, natação e hidroginástica sempre que possível. Quando sai do hospital mal conseguia andar ou subir um lance de escada, exercícios faziam minhas pernas fascicular e fadigar sem peso algum, os braços também ficaram muito fracos. Sei q ainda tenho um caminho a percorrer… Afinal quero me libertar das muletas o quanto antes mas hoje juntei alguns vídeos nesses meses de luta e queria q vocês vissem como evolui. As vezes o caminho tem pedras mas pra quem tem fé e força de vontade não existe limitação, só existe superação e vitória!

http://youtu.be/USr4sybYWuU

Quanto ao desmame do corticóide andei tendo pequenos problemas com isso porque tive algumas infecções que atrasaram mas nada suficiente para abalar minha fé, sei em quem tenho crido e sei que é poderoso.

Em novembro também tive a felicidade de assistir meu marido dar uma ótima aula no congresso aqui no Rio. Fiquei muito feliz de participar de algumas aulas e voltei a estudar minha amada medicina com força total!!!

Durante esse mês, passei por semanas difíceis em que me senti um pouco fraca, precisei me recolher, buscar forças em Deus e é impressionate como quando nós resistimos a esses momentos de fraqueza ficamos mais fortes. Estou novamente pronta pra seguir minha caminhada certa que já estou curada e o que vivo são apenas circunstancias passageiras.

De presente Deus me fez reecontrar pessoas que são fonte de inspiração de fé como Anna Carolina, uma amiga de infância que reencontrei pelas redes sociais e luta contra o cancêr, é impressionate ver o sorriso da Anninha, ela me encanta. Também reecontrei Rachel Furtado uma amiga de faculdade que também luta contra um cancêr e é um exemplo de fé e garra e tenho certeza que logo irá testemunhar sua vitória. E como se não bastasse me concedeu 3 novas amigas Geovanna, Marina e Aline, três dentistas lindas que já eram amigas e que conheci pela rede social e me adotaram. Além de ter conhecido alguns testemunhos e feito algumas novas amizades, verdadeiras alianças como a Taty Terra. Enfim só posso dizer que me sinto abençoada.

Foto com Anninha no nosso almoço delícia!

Foto com Anninha no nosso almoço delícia!

Uma coisa que sinto muita falta é de trabalhar, porque medicina para mim não é um trabalho é um prazer e me custa muito estar longe do hospital e ambulatórios. Mas esse fim de semana tive o prazer de visitar Rosangela moradora da comunidade do terreirão, uma guerreira,portadora de mielite transversa e com sequelas há 17 anos, 3 filhos, ela precisava de um Neuro pois espera consulta há anos pelo SUS e nunca conseguiu. Mas através da Tia Nauva mãe da Rebeca minha amiga de faculdade ( ela tem um projeto de sua igreja e vive para ajudar essa comunidade) conhecemos a história da Rosangela e meu marido se disponibilizou a consulta-la em sua casa, já que ela é cadeirante e chegar no Hospital do Fundão onde ele faz ambulatório seria muito difícil e  óbvio que eu não perdi a oportunidade de ir também. A comunidade é horizontal e a casa dela não tem escadas pois ela é cadeirante, logo o acesso para mim não foi tão difícil. Mas ao consulta-la percebemos que além de um neuro ela precisava de uma clínica e pude atende-la, solicitar exames e iniciar tratamento que tenho certeza que melhorá muito sua qualidade de vida. Foi um domingo que me senti realizada e ainda fui a igreja e depois assisti Boa Sorte, um filme que apesar de triste gostei muito.

“Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos.

Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus?

Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade.” I João 3:16-18

Bom, já adianto que quarta viajarei para Belém com meu marido, superarei minha limitações, infelizmente terei que viajar como cadeirante porque as distancias no aeroporto são muito grandes e até de muleta fica difícil mas tenho certeza que vou conseguir e com meu médico particular ao lado não tem como dar errado. Será uma viagem breve em que poderei rever toda minha família. E já tenho como transportar de modo seguro minha medicação injetável para osteoporose que não pode ficar fora do gelo, até isso deus providenciou :D. Mais um casamento que estarei no estilo rasteirinha, sentadinha mas muito feliz de estar viva e vivendo o momento.

Gostaria de agradecer os mais de 5000 seguidores que dividem diariamente minha história. Vocês são parte muito importante da minha recuperação. Obrigada por todo carinho.

Espero voltar escrever com mais frequência!!!

Grande beijo

C.

2 pensamentos sobre ““Felicidade é só questão de ser…”

  1. Catarina, você é uma verdadeira inspiração! Estava com saudades dos seus posts aqui! hahaha Sou super sua fã e do Marcão também! Vocês são O CASAL e merecem tudo de bom que a vida tem para oferecer! Boa viagem e curta bastante! Beijocas!

    Curtir

  2. Cathy, como já te disse antes, sua história é inspiradora. Você não desanima em meio às adversidades e mantém-se firme nas promessas do Senhor. Ele te honrará! Desejo uma excelente viagem a Belém. Tudo já deu certo. Um beijo super carinhoso!

    Curtir

Obrigada por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s