Um anjo em minha vida

Olá pessoal,

IMG_4772

Hoje queria fazer um agradecimento especial alguém a quem devo muito mais que o meu obrigada, respeito ou admiração. Qualquer palavra ou sentimento não expressaria tudo que Dra.Mônica Manela Azulay tem feito por mim. Aspirava ser dermatologista, mas por um tempo, mudei radicalmente minha escolha. Tinha um problema em particular, tinha o desejo de viver para curar e ser enviada de Deus pra devolver a vida aos meus pacientes, e achei que com a dermatologia não conseguiria isso.Como mudei de idéia…

Não foram poucos os enviados de Deus para me devolver a vida, falo de todos os anjos, como vocês meus leitores que sempre me apoiaram até hoje, médicos que cuidaram de mim. Sim, devolver a vida teve uma ressignificação, aprendi formas diferentes de devolver a vida a alguém . E foi com minha dermatologista, antes professora querida, hoje grande amiga, que me ajudou a enfrentar e vencer as cicatrizes da guerra, que vi como a dermatologia pode sim dar vida a pessoas com questões clínicas importantes. Não me vejam mal, esse era o ponto de vista de uma menina que sabia pouco sobre o real significado de VIDA.Essas cicatrizes da guerra,como chamo, são efeitos colaterais na pele de medicações que usei e ainda uso. Eram grandes marcas que conviviam comigo diariamente e me lembravam o que aconteceu, o tamanho da luta e também o tamanho da vitória. Mas, era algo que me incomodava muito. Afinal, era mais um aspecto da vida que esse turbulento momento me trouxe.

Eu e ela, no congressoem que presidiu o congresso

Eu e ela, no congressoem que presidiu o congresso

 

Quando cheguei no consultório da Dra.Mônica Azulay, eu usava altíssimas doses de corticóide. Sendo assim, dependia de mais do que alguém que soubesse do conteúdo estético. Eu encontrei  nela acolhimento e cuidado, além de muita segurança pois ela é uma dermatologista completa, nação se detém a pele mas domina o contexto clínico de cada paciente, ela é capaz de conciliar questões clínicas, dermatológicos, incluindo tratamento estético. Isso tem feito do meu tratamento um sucesso. Ela só realizou aquilo que era seguro na minha situação, me garantindo efeitos maravilhosos sem efeitos colaterais, como paniculites, por exemplo.

Hoje, visualizo que apesar de muitos médicos me dizerem que muitas coisas seriam irreversíveis nessas questões dermatológicas, ela sempre me garantiu certeza da vitória. Dizia: – Quanto a parte dermatológica, confie em mim!

A doce professora Mônica foi uma verdadeira enviada de Deus, um anjo. Estou cada dia melhor, As marcas cada vez menos aparentes, eu cada dia mais feliz e confiante.

Tenho professores de dermatologia muito queridos, como o marido dela Dr.Davi Azulay e como doutora Kátia Gomes que sempre incentivou e investiu em mim. Realizei cinco anos de projeto de iniciação científica extensão na faculdade com ela, sobre hanseníase na área de dermatologia e atenção primária. Serei eternamente grata aos ensinamentos, carinho e anos de convivência. Uma grande inspiração pra mim, a primeira. Fui Presidente da Liga de Dermatologia da UFRJ.

No entanto, foi minha experiência como paciente que me fez decidir fazer dermatologia. Meus olhos brilham quando penso que poderei fazer o que a Dra.Mônica fez por mim,devolver auto-estima,saúde e, portanto, vida aos meus pacientes.

Professora Mônica Manela Azulay,  essa é uma homenagem a você! Sempre linda, doce, atenciosa, educada, uma mulher e profissional de se admirar. Além de ser professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro,universidade em que me graduei, também é professora da Universidade Souza Marques e da pós-graduação em dermatologia na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Uma médica excepcional, uma mãe e esposa admiráveis, um ser humano fantástico. Como pode uma mesma mulher ser boa em tudo o que faz? Ela prova que isso é possível.

Professora Mônica Azulay presidindo a mesa do congresso

Professora Mônica Azulay presidindo a mesa do congresso

Pretendo terminar clínica médica e logo cursar dermatologia, apesar de ter pensado em fazer isso antes, devo a ela repensar e voltar a essa escolha.

Quando cheguei em seu consultório para ela eu era apenas a ex-aluna Catarina que sabidamente passava por uma situação difícil. Acho que ela nunca imaginou que tinha Blog, mas escrever sobre ela é uma forma de reconhecer e tornar público toda minha gratidão e admiração.

Professora, grande beijo E obrigado por tudo!!!

Não deixem de acessar meu novo vídeo, https://youtu.be/KNQXNKvEKMY .

Beijos,

C.

“Que não me falte forças para lutar”

Boa noite,

Como havia comentado antes, dia 15 (segunda-feira) vim para um SPA em Itaipava. E aqui estou!!! Depois da viagem de Belém, ganhei peso, meu lipidograma voltou a ficar ruim , estava desanimada para voltar a dieta e estava precisando de um tempo só em que pudesse reorganizar meus pensamentos e tentar assimilar tudo que está acontecendo.

images

Não tenho como negar, esperava muito que essa última RM que fiz dos joelhos me permitissem parar de usar as muletas, seria o melhor presente de natal que poderia ganhar, infelizmente isso não foi possível e quis passar um tempo só para reorganizar meus pensamentos, parar orar, para ouvir o que Deus tinha a me dizer. Queria um tempo de refrigério.

O SPA está sendo ótimo pois consegui mudar meus hábitos alimentares radicalmente sem sofrer. Me sinto muito mais saudável, consigo dormir muito mais fácil e acordo cedo todos os dias.Foram 8 dias sem comer carboidratos no almoço ou jantar.Aqui tem muitas atividades na água então pude me exercitar e divertir bastante, joguei vôlei, dancei zumba e outros tipos de dança, fiz tudo que fora da água não posso fazer e foi libertador.Além disso, fiz todos os meus exercícios de pilates .

O grupo que estava comigo aqui no SPA era formidável (eles já foram , só eu e a Deyse ainda estamos aqui) trocamos muitas experiências, jogamos muita conversa fora, eles me ajudaram em tudo que precisei. Tudo que gostaria de fazer, eles topavam fazer na piscina para que eu pudesse participar, enfim fiz novos amigos.

No fim de semana Marcão veio e ficou comigo, foi maravilhoso. Ele pode descansar um pouco e eu amei sua companhia.

Acho que perdi bastante peso mas isso só saberei amanhã na avaliação. Mas  o mais importante consegui, foi focar novamente na dieta.

No SPA também fiz vários tratamentos como drenagem, mascaras faciais, escalda pés ( nunca pensei que fosse tão bom). Deu para relaxar!!!

Quanto ao acesso por conta das muletas não tive nenhum problema aqui, pois tudo é perto, tem elevador e a área do Spa fica em um único andar o que facilita mais ainda.

Bom, passei 8 dias fora da realidade, longe de tudo, fico pensando como será a volta. Aqui estava protegida dos comentários maldosos, dos olhares, dos exames, da idas e vindas de médicos. Mas estou cheia de expectativas para rever minha família,para ter um Natal abençoado e certa que me abasteci de forças para lutar e vencer essa guerra. Convicta que o melhor de Deus esta por vir. E que a transformação não só estética que Deus fará em mim já começou e quem crê, verá.

a

Não foram poucas as vezes que me peguei aqui no SPA pensando que emagreci um pouquinho mas que ainda falta tantas coisas(algumas não menciono aqui) ainda e que requer tempo que eu me desanimava. Mas ai eu lembrava da grandeza de Deus, e ai parava com esses pensamentos na hora, abria meu celular olha uma foto que tenho no leito de cti, muito abatida, e lembrei de onde Deus me tirou e o quanto já caminhei e esses pensamentos sumiam. Porque o me Deus é capaz de me restaurar por completo. Porque eu sou um testemunho vivo de que com fé se chega onde quiser.

Amanhã é meu último dia aqui no SPA. Orem para que minha volta seja tranqüila e abençoada.

“Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um pouco de tempo, e o que há de vir virá e não tardará. Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.” (Hebreus 10:35-38)

Próximo post conto tudo detalhadamente e os resultados!!! :*

Bejos,

C.

 

Fazendo do limão uma limonada!

Boa noite,

Como prometi no Instagram, hoje vou falar da trágica experiência que vivi indo para Belém e como transformei essa vivência tão constrangedora em algo bom. Vou contar tudo o que ocorreu…

Essa bolsinha azul é minha medicação injetável que tem que viajar em temperatuta adequada.

Essa bolsinha azul é minha medicação injetável que tem que viajar em temperatuta adequada.

Na última quarta-feira eu e meu marido, viajamos no vôo da TAM JJ 3568 Rio-Belém e fomos submetidos a uma situação vexatória. Com diagnóstico de osteoporose grave e osteonecrose nos joelhos pelo uso de corticoesteróides necessito de muletas para deambular e não posso subir e nem descer escadas. Enviamos o MEDIF(documento em que todo problema é explicado e que comprova a necessidade de auxílio no vôo) com antecedência e recebemos email da TAM que estava tudo certo para nossa viagem. Ao fazer o check-in no aeroporto do galeão no Rio de Janeiro nos foi entregue um cadeira de rodas e nós informamos que eu não poderia subir ou descer escadas mais uma vez. A atendente nos tranquilizou que nosso vôo estaria na plataforma. Quando entramos na área de embarque descobrimos que o vôo estaria no pátio, e ninguém da TAM reservou o ambuLift para eu entrar no avião. Foi aí o primeiro grande constrangimento. O vôo teve que atrasar até a chegada do ambulift. Mesmo numa cadeira de rodas me perguntaram várias vezes se eu poderia andar, se eu poderia subir escadas, eles tinham o documento nas mãos, deveriam no mínimo ter lido ao em vez de ficar me constrangendo com perguntas mal educadas. Sinceramente, acho inacreditável tais perguntas pois eu tenho uma condição transitória em que voltarei a andar, correr, etc . Essas perguntas me deixam triste visto que me fazem ter ainda mais consciência das minhas limitações e eu imagino que seja ainda pior para quem tem uma condição irreversível. Fico pensando que tipo de treinamento essas pessoas recebem?! Nenhum! Porque é muito despreparo e falta de noção para lidar com uma situação como essa. Outro constrangimento foi entrar no avião e todos me olharem como se eu fosse um Alien responsável por estar atrasando a vida das pessoas.E mal eles sabem que a culpa não era minha mas do despreparo da empresa.

Quando estávamos ainda no ar, a chefe das comissárias de bordo nos perguntou sobre a cadeira de rodas e mais uma vez reforçamos que eu não poderia descer escadas e que necessitaria da cadeira em Belém. PARA NOSSA SURPRESA O AVIÃO PAROU MAIS UMA VEZ NO PÁTIO, E O AEROPORTO INTERNACIONAL DE BELÉM NÃO TEM AMBULIFT. Assim, a única possibilidade seria a humilhante situação de ser carregada “no braço” por dois comissários de bordo e um profissional da limpeza(que foi muito solidário pois nada ele tinha com aquilo, quis apenas me ajudar). Por conta da osteoporose qualquer queda nessa situação poderia ter me causado uma fratura.Meu marido gravou a “operação”, eu tenho que fazer muita força com os braços pra ajudar a me sustentar e quase caiu em determinada situação. Quando pegamos o ônibus e chegamos no aeroporto tinham VÁRIAS PLATAFORMAS VAZIAS E PERGUNTEI AO COMISSÁRIO DE BORDO DA TAM O MOTIVO DO AVIÃO TER PARADO NO PÁTIO E FICAMOS MAIS UMA VEZ SURPRESOS COM A RESPOSTA: ” O AVIÃO PAROU NO PÁTIO PORQUE ELE VAI FICAR ESTACIONADO À TARDE INTEIRA EM BELÉM E AS PLATAFORMAS SÃO PARA AVIÕES QUE VÃO CHEGAR E SAIR”. Por ingenuidade e até ignorância não percebeu o que falou. Passamos por essa situação humilhante e vexatória que nos remete a década de 1950 porque o avião não poderia parar na plataforma e depois fazer uma manobra até o pátio PORQUE A TAM NÃO DÁ IMPORTÂNCIA NENHUMA AOS SEUS PASSAGEIROS COM NECESSIDADES ESPECIAIS. Temos toda essa operação atrapalhada registrada em vídeo.

Agora, você deve se perguntar o que eu achei de bom nessa situação. Bem, eu imagino que essa situação seja freqüente na vida de portadores de necessidades especiais, idosos, gestantes, mas poucas pessoas tem condições de lutar por isso após o ocorrido , pois se sentem tão frustradas e envergonhadas que muitos preferem não se expor e o máximo que fazem é processar a empresa, ganhar algum dinheiro mas o que é isso para essas empresas?! Nada!!! Continua sendo muito mais barato pagar o processo do que treinar equipes, comprar aparelhos, investir em segurança. Agora quando a notícia vai a mídia a repercussão é maior. Exigirei uma posição da ANAC !!! Não viajava há muito tempo por questão de saúde, estava nos meus únicos 6 dias desde muito tempo, para relaxar da rotina estressante de médicos e reabilitação que vivo. Mas tive que separar um tempo na viagem e abrir mão de algumas coisas para ser entrevistada e fazer com que o que ocorreu comigo sirva para melhorar e garantir o direito e a segurança de portadores de necessidades especiais.

IMG_5971

Desde que adoeci me prometi que tudo de difícil que vivi seria ou para aprender, crescer ou ajudar outras pessoas. Se o que passei servir pra que outras pessoas não passem pela mesma situação me sinto menos mal. Juntos somos mais fortes!!!

Próximo post conto tudo sobre a viagem e de como foi reecontrar a família!!!

Peço que divulguem o vídeo, e o ocorrido para que chegue nas autoridades competentes e assim a gente consiga alguma resposta. Pois até hoje nem a ANAC,nem a Infraero e nem a TAM responderam sequer um e-mail. Abaixo segue o link de reportagens sobre o ocorrido.

http://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/passageira-com-dificuldade-de-locomocao-carregada-no-desembarque-de-voo-da-tam-14738433

http://noticias.r7.com/fala-brasil/videos/cadeirante-e-carregada-para-descer-de-aviao-em-belem-no-para-05122014

http://globotv.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/v/cadeirante-precisa-ser-carregada-por-tres-homens-para-conseguir-descer-de-aviao/3810486/

Beijos,

C.